Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

David Beckham e George Soros querem o Reino Unido na UE

David Beckham e George Soros querem o Reino Unido na UE
Tamanho do texto Aa Aa

A dois dias do referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia queimam-se os últimos cartuchos. Os defensores da permanência do país na UE tentam convencer os britânicos entregando folhetos à saída ou entrada do metro, os que são pelo Brexit fazem campanha porta-a-porta.

O multimilionário George Soros escrevia, em tom de aviso, esta terça-feira, num artigo de opinião sobre a saída da União Europeia, no «The Guardian»:

“Os meus 60 anos de experiência dizem-me que a libra vai entrar em queda livre, juntamente com os vossos padrões de vida. Os únicos vencedores serão especuladores.”

Também David Beckham se mostrou, através das redes sociais, favorável à permanência do Reino Unido na União Europeia, e afirmou que vai votar nesse sentido. Na sua página no Facebook é possível ler: “pelas nossas crianças é melhor que enfrentemos os problemas unidos e não sozinhos”, ainda que vá dizendo que seja qual for o resultado a Grã-Bretanha será sempre grande.

E mesmo outros europeus tentam convencer os britânicos. O Movimento “Hug a Brit”, abrace um britânico, em português, diz que é melhor permanecer na União Europeia.