EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

FARC: Uma revolução de "camponeses" que durou 50 anos

FARC: Uma revolução de "camponeses" que durou 50 anos
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O governo da Colômbia e a guerrilha das FARC assinam histórico acordo de cessar-fogo definitivo que abre as portas ao pacto final de paz que acabará com meio século de conflito…

PUBLICIDADE

O governo da Colômbia e a guerrilha das FARC assinam histórico acordo de cessar-fogo definitivo que abre as portas ao pacto final de paz que acabará com meio século de conflito armado.

A história deste movimento armado começa no final dos anos 60. A luta das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) foi iniciada pela mobilização de camponeses comunistas liderados por Manuel Marulanda.

Tratava-se de um grupo inconformado com a penosa situação económica e social do país que decidiu a via das armas para se opor ao governo, conquistando ao longo de 40 anos de luta intensa o território sul do país.

Pela luta armada este movimento impôs um poder paralelo, mas nos nossos dias, aorganização é vista como um grupo de ação terrorista que se sustenta do tráfico de drogas e de sequestros.

Ingrid Betancourt, antiga candidata presidencial, é a mais conhecida dos prisioneiros das Farc. Passou seis anos e quatro meses em cativeiro no meio da selva colombiana, foi torturada, violada e humilhada. Só em 2008 recuperou a liberdade após uma operação militar sigilosa.

Durante décadas a presença deste e doutros grupos armados paramilitares na Colômbia, expõem cruelmente a fraqueza das instituições políticas.

Nos anos 80, a guerrilha tentou as vias representativas oficias com a criação da União Patriótica. Mas sem resultados positivos para sustentarem o projeto revolucionário, os dirigiente voltaram à violência.

No fim dos anos 90, durante o governo do presidente Pastrana, tentou-se uma negociação pacífica. As negociações falharam.

Em 2000, os Estados Unidos decidiram interferir na questão criando um plano de cooperação com Bogotá e um fundo de ajuda através do qual Washington enviou recursos e tecnologia militar para combater os guerrilheiros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

FARC assinam trégua definitiva em Havana

Alemanha promete milhões em ajuda ao Sudão no aniversário da guerra

Novos ataques aéreos israelitas em Gaza fazem pelo menos 100 mortos