EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

EUA: Barack Obama viaja a Dallas para tentar reconciliar polícia e ativistas

EUA: Barack Obama viaja a Dallas para tentar reconciliar polícia e ativistas
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Barack Obama desloca-se esta terça-feira a Dallas para tentar reconciliar a polícia com a comunidade negra do país.

PUBLICIDADE

Barack Obama desloca-se esta terça-feira a Dallas para tentar reconciliar a polícia com a comunidade negra do país.

O presidente norte-americano vai participar no funeral dos cinco polícias mortos na semana passada, à margem de uma manifestação contra a violência policial.

Na quarta-feira, Obama vai sentar à mesma mesa, representantes das forças da ordem e ativistas, depois de um fim de semana marcado por centenas de detenções durante novos protestos.

Uma situação que está longe de acalmar a tensão em Dallas, como afirma o chefe da polícia local, David Brown:

“Sim, tanto eu como a minha família recebemos ameaças de morte quase de imediato, após o ataque, e estamos ao corrente de ameaças contra outros polícias noutras zonas ao longo do país”.

Um desafio em fim de mandato para Obama que dá asas ao seu possível sucessor republicano na Casa Branca, que se apresentou esta segunda-feira como o garante da “lei e a ordem” no país.

“A polícia e os agentes da ordem norte-americanos são o que distancia a civilização do caos total e da destruição do nosso país. É tempo de pôr fim à nossa hostilidade contra a nossa polícia e contra todos os agentes de segurança, de forma imediata”, afirmou Donald Trump.

A visita de Obama rodeia-se de fortes medidas de segurança, na cidade que foi palco do assassínio do presidente John Kennedy.

A investigação ao atirador de Dallas revelou que Micah Johnson poderia estar a preparar um ataque em larga escala contra a polícia, e que teria decidido passar à ação, após a morte de dois jovens negros pelas forças da ordem, na terça e quarta-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Absolvição de polícias acusados de matar homem negro causa revolta nos EUA

Vítimas da violência na Irlanda do Norte põem governo em tribunal

Protestos em França contra a violência policial