Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

#Brexit: Desvalorização da libra esterlina arrasta Grupo Eurotúnel

#Brexit: Desvalorização da libra esterlina arrasta Grupo Eurotúnel
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A desvalorização da libra esterlina provocada pela aprovação em referendo, a 22 de junho, do “Brexit” — a saída do Reino Unido da União Europeia, levou o Grupo Eurotúnel, que controla as ligações entre França e a Inglaterra pelo Canal da Mancha, a rever em baixa os resultados operacionais deste e do próximo ano. A revisão tem por base uma nova cotação de uma libra/ 1,273 euros por oposição à cotação média de 2015 (£1/€1,375).

Com os mecanismos e a forma como o Reino Unido vai deixar a União Europeia ainda por determinar, é difícil prever o efeito no ambiente macroeconómico e político.

Grupo Eurotúnel
  • Em 2016, a empresa prevê agora um encaixe bruto de 535 milhões de euros face aos 560 milhões estimados anteriormente (queda de 4,5 por cento);
  • Em 2017, a empresa prevê agora um encaixe bruto de 579 milhões de euros face aos 605 milhões estimados antes (queda de 4,3 por cento).

“Com os mecanismos e a forma como o Reino Unido vai deixar a União Europeia ainda por determinar, é difícil prever o efeito no ambiente macroeconómico e político assim como nos transportes que cruzam o canal e nas atividades do grupo”, lê-se no “relatório do Grupo Eurotúnel2:http://www.eurotunnelgroup.com/uploadedFiles/assets-uk/Media/Press-Releases/2016-Press-Release/160710-2016-half-year-results-Eurotunnel-Group-web.pdf publicado esta quarta-feira.

A empresa garante, ainda assim, não esperar “impactos significativos nas suas atividades a curto prazo”. “A atividade corrente mantém-se flutuante”, conclui.

Na bolsa de Londres, onde a empresa está cotada, o grupo Eurotúnel terá desvalorizado em cerca de um terço do valor devido ao enfraquecimento da moeda britânica.

 
EBITDA: “Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization” (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização).
Em relação à primeira metade deste ano, o Grupo Eurotúnel revela receitas consolidadas de 582 milhões de euros — “um aumento de 12 milhões, ou de 2 por cento, face à primeira metade de 2015”. “Apesar de um contexto geopolítico incerto, os números consolidados para a primeira metade do ano mostram um aumento de 9 milhões de euros no EBITDA para 249 milhões de euros”, refere a empresa, sublinhando que “apesar dos ataques terroristas em Bruxelas, em março, e os ataques na Bélgica e em França, de março a junho, o tráfego do Eurostar apenas diminuiu cerca de 3 por cento.”