EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Papa Francisco faz peregrinação a Assis para assinalar os 800 anos do "Perdão de Assis"

Papa Francisco faz peregrinação a Assis para assinalar os 800 anos do "Perdão de Assis"
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Papa Francisco realizou, quinta-feira, uma peregrinação a Assis, por ocasião dos 800 anos do “Perdão de Assis”.

PUBLICIDADE

Papa Francisco realizou, quinta-feira, uma peregrinação a Assis, por ocasião dos 800 anos do “Perdão de Assis”. Uma cerimónia iniciada por São Francisco de Assis para gratuitamente absolver os pecados dos pobres.

Francisco fez uma oração silenciosa
na minúscula capela Porciúncula, que se encontra dentro da Basílica de Santa Maria dos Anjos.

El Pontifex_es</a> llega a Asís para rezar en la capilla de San Francisco <a href="https://t.co/HCjAWvaErZ">https://t.co/HCjAWvaErZ</a> <a href="https://t.co/P0A60Y2u6X">pic.twitter.com/P0A60Y2u6X</a></p>&mdash; Noticieros Televisa (NTelevisa_com) August 4, 2016

Na sua catequese aos presentes apelou ao perdão: “O mundo precisa de perdão. Demasiadas pessoas vivem fechadas em rancor e ódio porque são incapazes de perdoar. Elas arruínam as próprias vidas e as vidas daqueles que estão ao seu redor, em vez de encontrar a alegria da serenidade e da paz.”.

Em Assis, Papa Francisco pede para não viver fechados no rancor e abrir-se ao perdão: ASSIS, 4 de Ago, 2016 … https://t.co/Bb3d3BCIGK

— Igreja Online (@portaldaigreja) August 4, 2016

No final da cerimónia religiosa, o Papa encontrou-se com o Imã de Perugia, Abdel Qader que lhe agradeceu o fato de não misturar o Islão com o terrorismo.

Francisco já tinha estado em Assis, em 2013, seguindo os passos do padroeiro de Itália, de quem ele é o primeiro Papa a ter o nome.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A pizza napolitana já tem três séculos e quem a faz diz que é a melhor

Meloni procura reforma constitucional para eleição direta do primeiro-ministro

Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália