EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

EUA: Trump pede desculpas depois de mais um vídeo polémico

EUA: Trump pede desculpas depois de mais um vídeo polémico
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois do escândalo…as desculpas de Trump.

PUBLICIDADE

Depois do escândalo…as desculpas de Trump. O candidato republicano à Casa Branca fez uma declaração pública depois de terem sido divulgadas de imagens, gravadas em 2005, em que um microfone de lapela colocado em Donald Trump capta conversa em que o candidato republicano se gaba de apalpar mulheres.

Trump recorded having extremely lewd conversation about women in 2005 https://t.co/zMCkOqS2X6

— Washington Post (@washingtonpost) 8 de outubro de 2016

O empresário e candidato às eleições presidenciais dos EUA pede “desculpa se alguém ficou ofendido”, mas “é preciso ser honesto, vivemos no mundo real. Isto não passa de uma manobra de distração para os verdadeiros problemas que enfrentamos. Estamos a perder empregos, estamos menos seguros que há oito anos. E Washington está destroçada. Hillary Clinton e companhia conduziram este país ao fundo. Disse algumas parvoíces mas existe uma grande diferença entre as palavras e as ações dos outros”.

Here is my statement. pic.twitter.com/WAZiGoQqMQ

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 8 de outubro de 2016

O vídeo foi divulgado na sexta-feira pelo jornal The Washington Post. Numa conversa com um apresentador de televisão, Donald Trump gaba-se de ter tentado convencer uma mulher casada a ir para a cama com ele.
Entretamto, o presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Paul Ryan, cancelou a participação num evento, pela primeira vez, ao lado do candidato do Partido Republicano, “indignado” com declarações machistas de Trump.

Também o presidente do Partido Republicano, Reince Priebus, condenou as palavras de Donald Trump no vídeo, dizendo que “nenhuma mulher deve ser descrita naqueles termos”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Donald Trump em 2005: "Quando és uma estrela elas deixam-te fazer tudo"

Presidenciais EUA: Trump "regressa" a Alicia Machado e Hillary aproveita

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal