Alemanha: Autoridades encontraram ADN de militante neonazi no corpo de Peggy Knobloch

Alemanha: Autoridades encontraram ADN de militante neonazi no corpo de Peggy Knobloch
De  Miguel Roque Dias com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A polícia alemã afirmou ter encontrado vestígios do ADN de um militante neonazi, já falecido, nos restos mortais de Peggy Knobloch, encontrados em julho, no estado germânico da…

PUBLICIDADE

A polícia alemã afirmou ter encontrado vestígios do ADN de um militante neonazi, já falecido, nos restos mortais de Peggy Knobloch, encontrados em julho, no estado germânico da Baviera. As autoridades estão a tentar descobrir como é que o ADN de Uwe Boehnhardt, antigo membro de um partido nacionalista de inspiração neonazi, que matou nove estrangeiros e uma agente da polícia entre 2000 e 2007, apareceu no corpo da menina.

As investigações para tentar localizar Peggy, de 9 anos, ocorriam há 15, desde que desapareceu enquanto fazia o percurso entre casa e a escola.

Em 2002, um homem com problemas mentais afirmou ter violado e assassinado a menina. Mais tarde, o suspeito retirou a confissão. Ainda assim, em 2004, foi condenado a prisão perpétua e internado num hospital psiquiátrico para cumprir a pena. Dez anos depois a sentença foi anulada e o homem saiu em liberdade.

Beate Zschaepe, a única sobrevivente da célula ultranacionalista, está a ser julgada por terrorismo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Oscar Pistorius vai sair da prisão em liberdade condicional

Mulher britânica assassinada na Bélgica identificada 31 anos depois

Índia rejeita envolvimento em assassinato de um Sikh no Canadá