A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Morte de vendedor de peixe desencadeia vaga de protestos em Marrocos

Morte de vendedor de peixe desencadeia vaga de protestos em Marrocos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A morte de um vendedor de peixe dá origem a um movimento de revolta nacional em Marrocos.

Milhares de pessoas manifestaram-se pacificamente este domingo em mais de 40 cidades do país com palavras de ordem contra a polícia e o governo.

De Rabat a Casablanca, de Marraquexe a Fez, os manifestantes denunciaram a morte de Mouchkine Fikri, triturado dentro de um camião do lixo, na sexta-feira, depois de ter tentado recuperar vários quilos de espadarte apreendidos pela polícia.

Os protestos decorreram no dia do funeral do homem de 31 anos, em Al-Hoceima, onde vivia, no norte do país.

MIlhares tinham-se manifestado, após o funeral, frente à casa do vendedor de peixe.

O governo anunciou ter aberto um inquérito ao incidente, quando permanece sem apurar se a morte de Fikri teria sido um acidente, um suicídio ou um assassínio.

Entre os manifestantes, vários gritavam palavras de ordem para recordar Mohamed Bouazizi, o vendedor de fruta cuja morte tinha inflamado o movimento de protesto que levaria à queda do ditador tunisino.