Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Comissário alemão pede desculpas por declarações polémicas sobre chineses e gays

Comissário alemão pede desculpas por declarações polémicas sobre chineses e gays
Tamanho do texto Aa Aa

O comissário europeu Günther Oettinger pediu desculpas pelas declarações que fez há uma semana com referências sarcásticas relativamente aos chineses e aos homossexuais.

“Posso ver agora que as palavras que utilizei criaram mal-estar e podem mesmo ter magoado alguns. Não era essa a minha intenção, e gostaria de me desculpar por qualquer comentário que não tenha sido respeitoso”, afirma o comissário alemão, responsável pela pasta da Economia Digital, num comunicado da Comissão.

No início da conferência de imprensa diária de hoje da Comissão, o porta-voz Margaritis Schinas adiantou que, a propósito deste caso, “o presidente Juncker falou ontem (quarta-feira) com o comissário Oettinger, o comunicado foi divulgado e ambos vão voltar falar sobre o assunto esta sexta-feira”.

As declarações de Oettinger foram feitas num encontro com empresários alemães, em Hamburgo: o comissário usou um termo pejorativo para se referir aos chineses e ironizou sobre os casamentos homossexuais.

As declarações foram gravadas por um dos participantes na reunião e divulgadas na internet.