EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Governo polaco aprova lei para limitar manifestações populares.

Governo polaco aprova lei para limitar manifestações populares.
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com pap
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O projet-lei foi aprovado pela câmara baixa do parlamento e vai ter ainda de passar pelo crivo do Senado, mas está a gerar críticas pela possível violação da liberdade de expressão e de reunião em esp

PUBLICIDADE

Na Polónia, o governo aprovou esta sexta-feira uma controversa lei sobre o direito de reunião em espaço públicos ou concentrações populares, em que dá prioridade a eventos públicos ou da igreja em caso de marcação para local e data coincidente com outros eventos populares.

“É uma leia para resolver conflitos sociais e evitar que grupos distintos escolham o mesmo local para se manifestarem,” alegou o ministro do Interior polaco, Mariusz Błaszczak.

Atual defensor público dos direitos humanos ou “Ombudsman”, como é denominada esta função na Polónia, Adam Bodnar tem outra perspetiva, na qual é apoiado por várias outras entidades, inclusive estrangeiras, também defensoras dos direitos humanos, da liberdade de expressão e da de se reunirem em espaços públicos.

Sejm uchwalił ustawę o zgromadzeniach, która ogranicza wolności obywatelskie: https://t.co/cHFtjp5pVQ. pic.twitter.com/JywCcaCSzs

— Amnesty Polska (@amnestyPL) 2 de dezembro de 2016

(Amnestia Polaca: Parlamento aprova leis sobre reuniões, que limita as liberdades civis.)

“Parece que, se alguém quiser organizar um comício, fizer a devida notificação e começar os preparativos, arrisca-se a que o Governo intervenha e diga: ‘Desculpem, mas neste dia vamos nós organizar uma reunião do poder público, o que significa que vocês não podem usar este espaço, neste local, nesta data para o vosso comício’. Esta lei vai permitir ao Governo dissolver qualquer manifestação”, avisa Adam Bodnar.

Polish ombudsman, rights activists rap freedom of assembly bill https://t.co/qP3l7UmS2X via Reuters</a></p>&mdash; Adam Bodnar (Adbodnar) 30 de novembro de 2016

Aprovado na câmara baixa do Parlamento placo por 224 votos a favor contra 196 e 14 abstenções, o projeto-lei do governo do Partido Justiça e Liberdade, uma força conservadora de direita eleita em outubro, vai ter ainda de passar pelo Senado.

RT tvp_info</a>: Jarosław <a href="https://twitter.com/hashtag/Kaczy%C5%84ski?src=hash">#Kaczyński</a> w <a href="https://twitter.com/hashtag/Sejm?src=hash">#Sejm</a> o nowym prawie o zgromadzeniach i demonstracjach z lat 90-tych<br> <a href="https://t.co/X2Vm0Ww5LN">pic.twitter.com/X2Vm0Ww5LN</a></p>&mdash; zorany (@zaorany) 2 de dezembro de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares de polacos marcharam contra o aborto em Varsóvia

Novo governo polaco traz esperança à comunidade LGBT

Polónia: transição ecológica elimina a pouco e pouco mineração e obriga setor a reinventar-se