EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Carrie Fisher, a eterna Princesa Leia de "Star Wars", morre aos 60 anos

Carrie Fisher, a eterna Princesa Leia de "Star Wars", morre aos 60 anos
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Morreu, num hospital de Los Angeles, Carrie Fisher, a eterna Princesa Leia da saga “Star Wars – A Guerra das Estrelas.

PUBLICIDADE

Morreu, num hospital de Los Angeles, Carrie Fisher, a eterna Princesa Leia da saga “Star Wars – A Guerra das Estrelas.”

Fisher, de 60 anos, não resistiu às complicações do ataque cardíaco de que foi vítima na passada sexta-feira, cerca de 15 minutos antes da aterragem de um avião que ligava Londres a Los Angeles.

A atriz estava em digressão para promover um livro autobiográfico no qual relembra passagens do período de rodagem do primeiro filme da saga, em que contracenou com Harrison Ford.

Filha da atriz Debbie Reynolds e do entertainer Eddie Fisher, Carrie estreou-se no mundo da sétima arte com o filme “Shampoo” (1975) protagonizado por Warren Beatty.

A morte da atriz provou reações em todo o mundo. Artistas, cantores e até o primeiro-ministro do Canadá manifestaram-se nas redes sociais.

Nas ruas de Nova Iorque lamenta-se a perda de um ícone do cinema.

“A princesa Leia foi uma das minhas primeiras paixões de criança. Estou certo de que aconteceu o mesmo com muitos outros. Foi fantástico ver o ‘Despertar da Força’. Estou verdadeiramente triste”, lamenta Steven Narvaez, um fã da atriz.

A morte de Fisher não afeta, no entanto, o lançamento do episódio VIII da saga “Star Wars”, que se encontra em fase de pós-produção. O filme tem estreia marcada em Portugal a 14 de dezembro de 2017.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão

EUA: estudantes universitários são presos por protestos pró-palestinos

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"