A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Presidente da Roménia exclui eleições antecipadas

Presidente da Roménia exclui eleições antecipadas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No pico da crise política na Roménia, em que nem a retirada do decreto polémico sobre a corrupção impediu a continuação dos protestos contra o governo, o presidente do país discursou perante um parlamento meio vazio.

Mal o presidente, opositor do governo, começou a discursar, os deputados do Partido Social Democrata, principal partido no executivo, deixaram a sala: “A Roménia precisa de um governo que seja transparente, que governe de forma previsível, à luz do dia e sem se esconder. É preciso fazer leis para a Roménia e não para um conjunto de políticos com problemas”, disse Klaus Iohannis no discurso.

Apesar das críticas, Iohannis, de centro-direita, não quer, pelo menos para já, marcar eleições antecipadas.

Em Bucareste, na noite de segunda, tiveram lugar os maiores protestos da era democrática. Depois das manifestações contra um decreto-lei que descriminalizava vários casos de corrupção e beneficiava o líder social-democrata, a população quer agora a demissão do executivo e a marcação de eleições.