Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

RBS regista prejuízos pelo nono ano consecutivo

RBS regista prejuízos pelo nono ano consecutivo
Tamanho do texto Aa Aa

O Royal Bank of Scotland (RBS) soma prejuízos há nove anos consecutivos.

Em 2016, as perdas atingiram quase 7 mil milhões de libras, o equivalente a 8,3 mil milhões de euros, o que representa um aumento de mais de 250% face ao ano anterior.

Desde 2007, os prejuízos totalizam 58 mil milhões de libras.

Neste contexto, o banco anuncia uma nova redução de custos de 2 mil milhões de libras. Isso significa que haverá mais despedimentos e encerramento de sucursais.

O analista Jeremy Batstone-Carr adianta: “As operações centrais estão a funcionar muito bem. Sinto pena dos funcionários do Royal Bank of Scotland. Suspeito que muitos vão perder os seus empregos, devido à redução de custos anunciada agora. Eles continuam a pagar o preço dos problemas que o banco enfrenta devido aos excessos cometidos há dez anos”.

No ano passado, o RBS registou uma queda das receitas e do rácio de capital, enquanto aumentaram os custos com o plano de reestruturação. O banco aumentou também as provisões para fazer face a processos judiciais nos Estados Unidos, relacionados com a venda de “subprimes”.

Apesar das dificuldades, o banco espera regressar aos lucros em 2018.

O RBS foi nacionalizado em 2008 pelo governo britânico. Londres injetou 20 mil milhões de libras (25 mil milhões de euros) e detém ainda 72% do capital. No ano passado, foi o único banco britânico que falhou os testes de resistência do Banco de Inglaterra.