Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Diretora financeira da Huawei detida no Canadá

Diretora financeira da Huawei detida no Canadá
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A diretora financeira da Huawei foi detida este sábado, em Vancouver, no Canadá. Meng Wanzhou é acusada pelos Estados Unidos da América de violar as sanções comerciais impostas ao Irão e corre o risco de ser extraditada. Uma audiência judicial está marcada para esta sexta-feira.

A responsável pelas operações financeiras da gigante das telecomunicações chinesa pertence ao concelho de administração da empresa e é também filha do fundador.

Em novembro, Donald Trump tinha já pedido a alguns dos aliados com bases militares americanas para deixarem de usar equipamentos da companhia chinesa. Em causa está o receio de espionagem através de redes comerciais de comunicação.

Em comunicado, a Huawei alega que a detenção se baseia em "acusações não específicas".

Para a diplomacia chinesa, que vive dias tensos com o país em guerra comercial com os Estados Unidos, a detenção constitui uma "violação dos direitos humanos". A China já exigiu a libertação de Meng Wanzhou.