ESC: Escolha de Moscovo irrita Kiev

ESC: Escolha de Moscovo irrita Kiev
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A tensão diplomática entre a Rússia e a Ucrânia continua a aumentar.

PUBLICIDADE

A tensão diplomática entre a Rússia e a Ucrânia continua a aumentar.

A escolha de Moscovo para representar o país na edição deste ano do Festival Eurovisão da Canção, em Kiev, está a causar polémica na Ucrânia.

A cantora escolhida, Yuliya Samoylova, usa cadeira de rodas e pode ver-se impedida de entrar na Ucrânia porque, em 2015, cantou na Crimeia, logo após a anexação pela Rússia, um ano antes.

We announced Russia's act yesterday and you can now watch the video for their entry “Flame is burning” here https://t.co/yp2wMIF9nFpic.twitter.com/ba0zUi6JLE

— Eurovision (@Eurovision) March 13, 2017

O ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros, Pavlo Klimkin, afirmou que a escolha de Moscovo se trata de uma provocação.

Um porta-voz do Governo de Kiev afirmou, esta segunda-feira, que a participação de Samoylova no festival está a ser analisada pelo Serviço de Segurança.

Ainda não está decidido se a cantora russa terá permissão para entrar no país, uma vez que está em causa “a lei e os interesses ucranianos”.

Em novembro, Kiev baniu 140 personalidades russas cujas ações ou intervenções públicas foram contrárias aos interesses e à segurança do Estado ucraniano.

A grande final do Festival Eurovisão da Canção está marcada para o dia 13 de maio em Kiev.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Malmö declara guerra às ratazanas antes da Eurovisão

Israel tem nova canção para a Eurovisão

Malmö acolhe a Eurovisão em 2024