EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Eleitores holandeses vão às urnas em eleições vistas como um teste aos partidos nacionalistas

Eleitores holandeses vão às urnas em eleições vistas como um teste aos partidos nacionalistas
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na Holanda têm lugar esta quarta-feira eleições legislativas vistas como um teste à popularidade dos nacionalistas, em particular do partido PVV de Geert Wilders cujo programa anti-Islão e anti-União

PUBLICIDADE

Na Holanda têm lugar esta quarta-feira eleições legislativas vistas como um teste à popularidade dos nacionalistas, em particular do partido PVV de Geert Wilders cujo programa anti-Islão e anti-União Europeia tem vindo a ganhar apoiantes.

Na corrida estão 15 partidos para um universo eleitoral que ronda os 13 milhões de eleitores.

“Acredito que temos muitos apoiantes entre o povo holandês e isto não se deve ao medo ou fanatismo. Se fosse tinhamos 0,2% dos votos, mas temos muito mais do que isso. São as pessoas que querem recuperar o país, a nossa soberania e espero que votem em grandes números”, adiantou Gert Wilders após ter votado em Haia.

O partido de centro-direita do primeiro-ministro Mark Rutte já deixou claro que não aceitará o PVV como parceiro de uma futura coligação.

As sondagens sugerem que nenhum partido se aproximará da fasquia dos 20% o que poderá resultar em negociações prolongadas para a formação de um governo de coligação.

O primeiro-ministro denunciou os excessos do populismo.

“O facto é que os políticos estão apenas a aumentar os problemas em vez de os resolverem. O problema deste tipo de populismo é que não resolve os problemas concretos das pessoas, apenas os aumenta”, disse Rutte.

As eleições na Holanda marcam o início de um ano importante para a União Europeia na sequência da eleição de Donald Trump nos Estados Unidos e da decisão do Reino Unido de abandonar o projeto europeu.

O resultado das eleições holandesas poderá influenciar as eleições francesas cuja primeira volta está prevista para o final de abril. Por fim, em setembro, estão igualmente previstas eleições na Alemanha.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Geert Wilders, retrato de um solitário

Holanda: Mark Rutte à procura do terceiro governo

Geert Wilders e as eleições nos Países Baixos