EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Líbia vai receber de Bruxelas 90 milhões de euros, confirma comissário europeu para a Imigração

Líbia vai receber de Bruxelas 90 milhões de euros, confirma comissário europeu para a Imigração
Direitos de autor 
De  Nelson Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bruxelas apostada em travar o afluxo migratório proveniente da Líbia.

PUBLICIDADE

Bruxelas apostada em travar o afluxo migratório proveniente da Líbia. Dos 200 milhões de euros consignados à chamada estabilização do Mediterrâneo central, 90 milhões serão para a Líbia, disse esta segunda-feira em Roma o comissário europeu para a Imigração, Dimitris Avramopoulos.

Na reunião do grupo de contato sobre a Rota Central Mediterrânica, Avramopoulos lembrou que a pressão migratória a que está sujeita a Itália cresceu de 50% desde o ano passado.

“O desafio não é europeu ou africano, mas sim global. Não podemos deixar a Líbia e a Itália sozinhas”, disse Avramopoulos, recordando que “foram consignados 12,2 milhões de euros para a Guarda costeira líbia e 200 milhões de apoio financeiro à estabilização do Mediterrâneo central, dos quais 90 milhões para a Líbia”.

Segundo o quotidiano italiano Corriere della Sera, o governo de união nacional líbio (GNA) pediu radares, embarcações, helicópteros e jipes, num total de 800 milhões de euros, para controlarem as suas fronteiras a sul e as suas águas territoriais.

O plano poderia prever também a instalação na Líbia de um centro operacional para gerir operações de socorro nas águas internacionais, atualmente cooordenadas a partir de Roma pela gaurda costeira italiana.

Na reunião participaram o primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, e os ministros do Interior da Argélia, Áustria, França, Alemanha, Líbia, Malta, Eslovénia, Suíça e Tunísia.

No ano passado, atravessavam diariamente o mar Egeu entre 10 e 12 mil pessoas, este ano são entre 40 e 50 mil. No domingo, a guarda costeira italiana coordenou o socorro de mais de 3.300 pessoas ao largo da Líbia, que vêm elevar o número de chegadas a Itália a cerca de 20 mil desde o início do ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eleições europeias: campanha eleitoral abre oficialmente em Itália com apresentação dos logótipos

Lampedusa está sobrecarregada depois de receber mais de 1000 migrantes em 24 horas

Meloni quer travar imigração ilegal melhorando condições de vida em África