A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ex-presidente da Coreia do Sul ouvida pela procuradoria de Seul

Ex-presidente da Coreia do Sul ouvida pela procuradoria de Seul
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A antiga chefe de Estado da Coreia do Sul compareceu, esta terça-feira, na procuradoria de Seul para ser interrogada.

É a primeira vez que Park Geun-hye é ouvida sobre o seu alegado envolvimento no caso de corrupção, conhecido por “Rasputina”, e que levou à sua destituição.

Park Geun-hye foi obrigada a comparecer perante a justiça depois de perder a imunidade presidencial quando o Supremo Tribunal confirmou a sua destituição.

Em declarações aos jornalistas insistiu na sua inocência, pediu perdão e garantiu que vai cooperar com os investigadores.

A Presidente é acusada de cumplicidade num escândalo centrado em Choi Soon-Sil, sua amiga há 40 anos, suspeita de obrigar grandes grupos industriais do país a “darem” dinheiro a fundações controladas por si.

No exterior da Procuradoria concentravam-se dezenas, de apoiantes da antiga chefe de Estado.