Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Forças iraquianas avançam em Mossul enquanto os residentes fogem

Forças iraquianas avançam em Mossul enquanto os residentes fogem
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

EUA e Iraque dizem que as suas tropas se estão a aproximar da cidade velha de Mossul, onde deverão acontecer os mais fortes combates contra os extremistas do grupo Estado Islâmico.

O leste da cidade foi “totalmente libertado” em janeiro, segundo fontes oficiais, iraquianos e aliados lutam agora pelo controlo da parte ocidental, densamente povoada:

“Há combates no nosso bairro. Não sei quantas famílias ainda lá estão. Nós estávamos sentados em casa quando os tiros atingiram a nossa porta”, explica uma habitante de Mossul, não identificada.

Milhares de pessoas fogem enquanto as forças governamentais tentam recuperar o controlo sobre a segunda maior cidade do país.

A lotação de alguns dos campos, como o de Hamam Al-Alil, foi já ultrapassada. Obrigando a que muitas pessoas sejam levadas para outros, mais longe:

“Eu queria ficar lá mas não havia tendas, o campo está lotado, dizem que também não há espaço no campo de Khazer, que a maioria das pessoas estão sentadas na rua e é aí que dormem, na rua”, adianta Ali Waadallah, residente de Mossul obrigado a partir.

De acordo com a Agência da ONU para os Refugiados o número de iraquianos deslocados, internamente, no oeste de Mossul, é maior do que se previa.

A organização está a construir novos campos, para dar resposta ao constante fluxo de pessoas. Um dele deverá abrir já esta quinta-feira.