Última hora
This content is not available in your region

Parlamento alemão limita uso da "burqa" em espaços públicos

euronews_icons_loading
Parlamento alemão limita uso da "burqa" em espaços públicos
Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento alemão aprovou uma lei que limita o uso da chamada “burqa” nos espaços públicos, em especial por parte de funcionários do estado federal, como juízes, soldados ou membros de comissões eleitorais.

A medida, que tem ainda que ser aprovada pela câmara alta do parlamento, foi votada a meses das legislativas de Setembro, quando a popularidade de Angela Merkel é abalada pela decisão do governo de acolher mais de um milhão de refugiados no ano passado.

A nova lei, justificada pela neutralidade dos funcionários públicos e pela luta contra atentados jihadistas, vai permitir que os agentes da ordem possam exigir a retirada do véu islâmico durante controlos de identidade.

Os deputados aprovaram ainda outras medidas para reforçar a segurança do país, como a obrigatoriedade da pulseira eletrónica para suspeitos considerados perigosos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.