Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Facebook: Mais 3 mil pessoas para reforçar o controlo dos conteúdos

Facebook: Mais 3 mil pessoas para reforçar o controlo dos conteúdos
Tamanho do texto Aa Aa

Pressionado após os crimes e suicídios publicados em linha, o líder das redes sociais, Facebook, promete contratar 3 mil pessoas para aumentar os controlos sobre os conteúdos e remover os vídeos chocantes.

O anúncio foi feito num “post” na plataforma pelo próprio fundador, Mark Zuckerberg, que explica que são mais três mil pessoas a juntar às 4.500 que já asseguram o controlo da rede.

O Facebook tem sido criticado recentemente por não fazer o suficiente para prevenir a divulgação de vídeos- como os de um assassinato em Cleveland, nos Estados Unidos, ou a morte de um bebé na Tailândia – que se propagam na sua própria rede e na internet.

Vídeos e “posts” que fazem a apologia ou glorificam a violência são contrários aos termos de utilização do Facebook. Em muitos casos, são os utilizadores que os identificam e denunciam à empresa para eventual remoção.

A reação de Zuckerberg surge no dia em que o Facebook deverá anunciar os resultados operacionais do primeiro trimestre do ano.