EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Homem detido no Bahrein por apoio a Qatar em rede social

Homem detido no Bahrein por apoio a Qatar em rede social
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O homem foi levado para ser interrogado pelo Ministério Público do Bahrein.

PUBLICIDADE

Com BNA

As autoridades do Bahrein detiveram um homem depois deste ter criticado a posição do país relativamente ao Qatar, na que foi a primeira detenção deste tipo conhecida depois da criação de uma aliança no Golfo contra o Governo de Doha, liderada pela Arábia Saudita.

A informação foi avançada pela BNA, agência oficial de notícia do Bahrein, que não deu a conhecer o nome do indivíduo. A agência informou ainda que este foi levado pela polícia e posteriormente interrogado pelo Ministério Público.

Segundo o Governo, os comentários colocados numa rede social, criticavam o Bahrein e os seus aliados, na política contra o Estado do Qatar.

A decisão tem como objetivo reprimir qualquer dissidência interna relativa à pressão sobre Doha.

As autoridades de vários países do Golfo Arabo-pérsico, como a Arábia Saudita, o Bahrein e os Emirados Árabes Unidos, informaram os seus habitantes que a expressão pública de solidariedade para com o Qatar poderia traduzir-se em multas e mesmo penas de prisão.

Referidas penas poderiam chegar a 15 anos. As multas podem superar os 120 mil euros.

O Bahrein justifica as medidas com a necessidade de proteger a “segurança nacional”.

Um grupo de países do Médio Oriente, liderados pela Arábia Saudita, acusaram recentemente o Qatar de apoiar grupos extremistas na região. A coligação, liderada por Riade, acusa o Qatar de apoiar militantes sunitas e xiitas.

O Qatar rejeita as acusações e disse mesmo que o que estava a acontecer era um assédio e que era ilegal.

O Golfo, região de tensão acumulada

A chamada “crise no Golfo” é das mais graves que a região enfrenta em décadas e teme-se que venha a causar mais tensões numa região afetada por diferentes conflitos regionais.

Tanto o Qatar como o Bahrein acolhem milhares de soldados dos Estados Unidos. O exército norte-americano utiliza as bases do Qatar para campanhas militares aéreas *no *Iraque, no Afeganistão e na Síria.

O Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zein Raad al-Hussein criticou os EAU e o Bahrein pelas ameaças contra os cidadãos e residentes nacionais que expressassem apoio ao Qatar. Disse que estava em casa uma violação da liberdade de expressão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália

Pelo menos 41 pessoas morrem em incêndio num edifício residencial no Kuwait

Espanha e Irlanda tentam que UE se incline para o reconhecimento da Palestina