Google lança uma guerra entre mosquitos para acabar com o Zika

Google lança uma guerra entre mosquitos para acabar com o Zika
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Um robô libertará 20 milhões de Aedes aegypti modificados para lutar contra doenças.

PUBLICIDADE

A Verily, divisão de ciências biológicas da Google, lançou uma experiência através da qual vai criar e libertar na natureza um milhão de mosquitos por semana da espécie Aedes aegypti. O projeto durará 20 semanas e no total libertar-se-ão 20 milhões de mosquitos modificados. O objetivo é acabar com o vírus Zika e outras doenças. O lugar escolhido para a experiência é Fresno, na Califórnia.

Um robô está encarregue de selecionar os mosquitos, apenas machos. Irá infetá-los com uma bactéria chamada Wolbachia, inofensiva para o ser humano e outros animais. Estes não picam e não podem reproduzir-se: os ovos que as fêmeas colocarem depois de se cruzarem com os machos modificados não poderão crescer devido à referida bactéria. O que se pretende é reduzir a população de Aedes aegypti, que transmite doenças como o Zika, a febre amarela, a dengue ou a febre Chikungunya.

mosquito vs mosquito #civilwarhttps://t.co/VR1haDHSki

— anat (@anat_gilboa) 17 de julio de 2017

Verily’s answer to Fresno’s mosquito woes is 20 million more: https://t.co/d3eq8DyvcQ#Verily#Mosquitoes

— Roozbeh Dadvand (@RoozbehDadvand) 17 de julio de 2017

Os mosquitos provocam a morte de cerca de 800 mil pessoas por ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Investigadores brasileiros criam armadilha para mosquito do dengue

Flor-cadáver desabrochou em São Francisco

Líder republicano Mitch McConnell deixa Senado ao fim de 40 anos