Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Herdeiro da Samsung condenado a 5 anos de prisão

Herdeiro da Samsung condenado a 5 anos de prisão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O herdeiro e antigo administrador da Samsung, Lee Jae-yong, foi condenado a 5 anos de prisão pelo envolvimento no caso de corrupção que levou também ao afastamento da presidente sul-coreana. O seu advogado de defesa já anunciou que vai apresentar recurso.

Um tribunal de Seul considerou Lee Jae-yong culpado de subornar a antiga chefe de Estado, Park Geun-hye, que enfrenta um julgamento paralelo, para tentar favorecer o gigante tecnológico.

Em causa estavam pagamentos de mais de 30 milhões de euros à confidente da ex-presidente, Choi Soon-sil, o núcleo do escândalo de corrupção e tráfico de influências que abalou a Coreia do Sul e que continua a motivar manifestações contra e a favor dos réus.

De acordo com a acusação, a transferência dessas verbas destinava-se a garantir o acordo do governo para uma fusão, em 2015, que assegurava o controlo do grupo.

O filho do presidente da Samsung foi igualmente condenado por desvio de fundos, ocultação de ativos no estrangeiro e perjúrio.