A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

NFL ao ataque contra Trump

NFL ao ataque contra Trump
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump é um especialista a deitar achas para a fogueira e se até à semana passada, as ações de protesto de desportistas durante o hino se limitavam a um ou outro caso isolado, este fim de semana mais de 200 jogadores de futebol americano uniram-se em protesto depois do Presidente dos EUA ter sugerido que os manifestantes fossem despedidos na hora.


Para Trump, trata-se de uma falta de respeito por todas as pessoas que representam o país, especialmente os soldados. Já os jogadores, queixam-se que os seus direitos não são respeitados.

O ato de ajoelhar durante o hino foi celebrizado a temporada passada por Colin Kaepernick para protestar contra o tratamento de que eram alvo as minorias no país. Coincidência ou não, o quarterback não encontrou nenhum clube interessado nos seus serviços para esta temporada…

A polémica já se estendeu a outros desportos, na NBA, Stephen Curry avisou não ter vontade de visitar a Casa Branca como é tradição, Donald Trump retirou prontamente o convite aos campeões Golden State Warriors.