EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Terá sido descoberto corpo de ativista

Terá sido descoberto corpo de ativista
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Após 77 dias de buscas, um cadáver foi encontrado no rio Chubut, a cerca de 300 metros de onde Maldonado foi visto pela última vez

PUBLICIDADE

Terá sido encontrado o corpo de Santiago Maldonado, o jovem ativista que desapareceu a 1 de agosto durante uma manifestação pró indígena na Patagónia argentina reprimida pela guarda nacional.

Após 77 dias de buscas, o cadáver foi encontrado no rio Chubut, a cerca de 300 metros de onde Maldonado foi visto pela última vez no protesto e numa zona que já teria sido inspecionada pelo menos 3 ocasiões, facto que o irmão de Santiago considera estranho.

“Não vou dizer se é Santiago ou não porque não posso identificá-lo. Até ter 100 por cento de certeza, não vou confirmar (…) É muito estranho ele ter sido encontrado ali, quando já ali estivemos à procura dele, naqueles locais, onde não encontramos nada”, explicou Sérgio Maldonado.

A família e grupos de ativistas consideraram sempre bastante provável a possibilidade de a guarda nacional ter sequestrado e assassinado Maldonado.

O caso tem comovido a Argentina e tem estado sob os holofotes mediáticos e políticos, já que domina a campanha eleitoral das legislativas que decorrem já este fim de semana.

A ministra da Administração Interna, Patricia Bullricht, tem estado sob pressão para apresentar respostas sobre o sucedido, algo que a descoberta do corpo poderá ajudar.

When someone dissapears for more than 2 months and he appears one week before elections you know something is wrong #Maldonado

— Nicolas Tursi (@nicolas_tursi) October 19, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Argentinos saem à rua contra projeto-lei controverso do Presidente Milei

Candidato da extrema-direita vence presidenciais na Argentina

Massa e Milei vão disputar segunda volta na Argentina