Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Crise catalã divide socialistas espanhóis

Crise catalã divide socialistas espanhóis
Tamanho do texto Aa Aa

A crise catalã ameaça aprofundar as divisões no seio do partido socialista espanhol – PSOE – depois da formação ter apoiado a aplicação da suspensão da autonomia do território, ao lado do governo de Mariano Rajoy.

Várias figuras do Partido Socialista da Catalunha contestam agora abertamente a posição do partido nacional, apoiada pelo líder do PSC, Miquel Iceta. Numa carta, quatro presidentes de câmara da formação catalã contestam a decisão de aplicar o artigo 155, considerando as consequências como “irreparáveis”.

A decisão levou igualmente à demissão do secretário do PSC de Manresa, Xavier Vera e de Núria Parlon, presidente de Câmara de Santa Coloma, nos arredores de Barcelona e membro do Comité Executivo do PSOE. A crise ameaça igualmente o executivo camarário de Barcelona, onde a presidente da Câmara, Ada Colau, que governa com o PSC, ameaçou também romper com a formação se os socialistas não retificarem o seu apoio à suspensão da autonomia e à convocação de eleições antecipadas no território.