Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Filipinas declara fim dos combates contra extremistas em Marawi

Filipinas declara fim dos combates contra extremistas em Marawi
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro da Defesa das Filipinas declarou esta segunda-feira o fim dos combates contra os extremistas islâmicos afiliados ao autoproclamado Estado Islâmico em Marawi, no sul do país.
O fim dos confrontos foi conseguido depois de na semana passada o exército ter matado dois dos principais líderes dos extremistas.

Delfin Lorenzana explicou à imprensa que “os últimos rebeldes estavam entrincheirados num edifício e foram capturados ou mortos. Por isso é possível declarar o fim dos combates na região”.

As autoridades filipinas dizem ainda que nesta última operação foram mortos 40 extremistas e os que conseguiram fugir acabaram por se suicidar num lago da região.

Neste conflito em Marawi, que durava há 5 meses, mais de mil pessoas morreram, incluindo quase 900 rebeldes, mais de 150 soldados e quase 50 civis.
Cerca de 395 mil pessoas foram obrigadas a abandonar a região por causa dos combates.