"MaryChuy" gera furor nos indígenas mexicanos

"MaryChuy" gera furor nos indígenas mexicanos
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Maria de Jesús Patricio assume-se como porta-voz dos indígenas mexicanos

PUBLICIDADE

Não usa saltos altos, nem vestidos e arrasta multidões e é candidata à presidência do México. Chama-se Maria de Jesús Patricio, mas todos tratam a indígena mexicana por… MariChuy. “Não tem partidos políticos ou uma grande máquina eleitoral, a exceção é o chamado Exército Zapatista de Libertação Nacional, guerrilheiros que lhe declararam apoio no estado meridional de Chiapas. Em maio o Congresso Nacional Indígena declarou-a a sua candidata. Na primeira semana de recolha de assinaturas, conseguiu mais de quatro mil, melhor só a mulher do ex-presidente Filipe Calderon, Margarita Zavala.

Não se autointula candidata, mas sim “porta-voz” dos indígenas.

“Este é o momento para olharmos para as nossas comunidades e cuidar dos nossos irmãos. O que sofremos, eles também sofrem, mesmo que tenham uma cor ou pensamentos diferentes”, declarou num comício.

Os candidatos às eleições de junho de 2018, têm até meados de fevereiro para recolher as 800 mil assinaturas. A camioneta eleitoral de MariChuy tem um longo mas promissor caminho a percorrer.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sebastián Piñera, antigo presidente do Chile, morre num acidente de helicóptero

Grupo armado invade estúdio de televisão em direto no Equador

Terramoto político e económico depois das primárias na Argentina