Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Myanmar e Bangladesh de acordo para repatriar rohingyas

Myanmar e Bangladesh de acordo para repatriar rohingyas
Tamanho do texto Aa Aa

O Bangladesh e o Myanmar anunciaram ter chegado a um acordo de princípio para começar a repatriar milhares de refugiados da minoria muçulmana rohingya dentro de dois meses.

A líder birmanesa, Aung San Suu Kyi formalizou o entendimento esta quinta-feira, em Naypyidaw, durante uma reunião com o ministro dos Negócios Estrangeiros do Bangladesh.

Os critérios de repatriamento e o número de retornados não foram divulgados. O documento do memorando de entendimento, assinado pelos dois países, faz referência apenas a “pessoas deslocadas”, quando o Myanmar não reconhece os rohingya como uma minoria nacional.

Os dirigentes do exército birmanês rejeitavam há dias o retorno dos mais de 600 mil rohingya que se escaparam para o país vizinho desde Agosto.

O Myanmar cede assim à pressão internacional quando os Estados Unidos se somaram ontem à ONU para denunciarem uma limpeza étnica contra a minoria religiosa no estado de Rakhine.

O acordo, alegadamente sugerido pela China, surge na véspera da visita do Papa Francisco aos dois países, de 26 de Novembro a 2 de Dezembro.