Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Realidade Virtual domina Bakutel 2017

Realidade Virtual domina Bakutel 2017
Tamanho do texto Aa Aa

A Realidade Virtual e a Realidade Aumentada foram as estrelas da edição de 2017 da Bakutel, a Exposição Internacional de Telecomunicações e Tecnologias da Informação do Azerbaijão (de 5 a 8 de dezembro).

Este ano, uma das principais tendências refere-se à uma combinação das tecnologias de Realidade Virtual e Realidade Aumentada para maximizar a produção e encontrar novos tipos de aplicações.

Estes óculos cirúrgicos, por exemplo, ajudam a visualizar melhor as características do paciente durante a cirurgia.

“O conceito geral deste projeto é combinar a anatomia virtual com a anatomia real do paciente que será operado.
Durante a cirurgia, se o médico estiver a usar estes óculos, pode ver a anatomia interna do paciente. Por exemplo, olhando através da pele do rosto, pode ver o esqueleto facial, os músculos, os nervos, as veias e assim por diante”, conta Ismayil Ferzeliyev, da Universidade de Medicina do Azerbaijão.

A Realidade Virtual continua a ser um elemento-chave no mundo dos jogos, no entanto esta tecnologia vai expandindo, cada vez mais, o leque de aplicações.

A porta-voz da PHOBIA VR, Aygun Hasanova, explica: “A plataforma que vemos aqui não serve apenas para os jogos. Em muitos países é utilizada na medicina, por exemplo. A nossa empresa começou a desenvolver algumas plataformas especialmente para medicina, para formação, por exemplo formação em incêndios…”

192 empresas de 20 países reuniram-se aqui nesta 23ª edição.

Como vem sendo hábito, muitas das novas e mais interessantes soluções das Tecnologias da Informação provêm do universo das start ups.

A Wand, por exemplo, é uma smartpen amiga do ambiente, que pode interessar aos estudantes universitários para tirar anotações durante aulas.

O diretor do projeto, Elchin Aghazade explica: “A Wand é um dispositivo eletrónico que envia todos os rascunhos que se fez no papel através de uma aplicação no smartphone. Após ter escrito no papel, a tinta começa a evaporar depois de 30 minutos, mas durante este tempo, os dados foram guardados, em segurança, nos nossos servidores e nos nossos aplicativos de software“.

De acordo com um estudo do Banco Mundial, de 2016, o Azerbaijão deve continuar a desenvolver o setor das Tecnologia da Informação e da Comunicação, onde tem ainda um grande potencial de crescimento, de modo a diversificar a economia.

“O desenvolvimento das TIC é uma das principais prioridades do nosso país. Planeamos continuar a política de diversificação da nossa economia e, nesse sentido, o desenvolvimento das TIC é muito importante”, como confirma o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev.

O país colocou em marcha uma estratégia para desenvolver, nos próximos três anos, o setor das Tecnologias da Informação e Comunicação.

Segundo o relatório da União Internacional das Telecomunicações, Bacu ocupa o 65º lugar, entre 176 países, no desenvolvimento das TIC.