Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Puigdemont apela ao voto para acabar com o medo

Puigdemont apela ao voto para acabar com o medo
Tamanho do texto Aa Aa

As eleições de 21 de dezembro para o parlamento catalão passam obrigatoriamente por Bruxelas e foi a partir capital belga que o presidente deposto, e novamente candidato ao cargo, Carles Puigdemont, se dirigiu aos seus apoiantes na Catalunha.

Para o antigo líder do governo regional, só existe um caminho a seguir:

"Se queremos um estado independente, votemos. Votemos como um estado independente e com a mentalidade de um estado independente. Juntemo-nos para derrotar o pessimismo, para derrotar a obscuridão do artigo 155 e expulsar o medo das nossas ruas."

Apesar do entusiasmo independentista, as sondagens têm revelado um equilíbrio de forças com ligeira vantagem para o Cidadãos, partido anti-independência, mas mais deputados para os independentistas.

Entre os apoiantes de Puigdemont, o receio é que mesmo que os partidos pró-independência consigam maioria absoluta, o estado espanhol continue a aplicar o artigo 155 e a situação não possa avançar.

A verdade é que uma eventual maioria absoluta de qualquer um dos blocos é um cenário cada vez mais improvável e tudo indica que o futuro próximo da Catalunha seja marcado por um impasse político.