A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Dia de greve nas prisões francesas

Dia de greve nas prisões francesas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Esta segunda-feira foi dia de greve nas prisões francesas.

Os sindicatos exigem mais meios para trabalhar. Os guardas dizem que colocam em risco a vida quando se trata de vigiar presos cujos crimes se relacionam, por exemplo,  com o islamismo radical.

De acordo com os sindicatos, um jiadista, de nacionalidade alemã, atacou três guardas com uma arma branca numa prisão no norte de França.

O diretor apresentou a demissão, exigida plos trabalhadores.

Menos de 30 mil guardas prisionais vigiam mais de 70 mil detidos nas prisões francesas. O sistema encontra-se sobrelotado.