Última hora

Última hora

PM húngaro quer reforço das fronteiras da Europa

Em leitura:

PM húngaro quer reforço das fronteiras da Europa

Viktor Orbán e Boyko Borisov
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, deslocou-se esta segunda-feira à Bulgária para falar sobre emigração. Com eleições marcadas na Hungria para 8 de abril, o chefe do executivo húngaro destacou os perigos da emigração descontrolada para o continente europeu.

"Pensamos que a emigração é um perigo para a segurança pública, o nosso bem-estar e a cultura cristã europeia. Por isso avançámos com o nosso próprio pacote de medidas, as quais incluem propostas elaboradas pela Hungria e cujo objetivo é fazer com que a UE ponha termo à deslocalização e distribuição dos migrantes e se concentre na proteção das fronteiras", afirmou Orbán cuja posição se encontra cada vez mais em rota de colisão com a União Europeia.

Orbán falou ao lado do primeiro-ministro búlgaro, Boyko Borisov, cujo país detém a presidência rotativa da UE. De recordar que a Bulgária erigiu recentemente um muro na fronteira oriental do país.

Orbán e o seu partido, Fidesz, mantém a liderança nas sondagens de opinião na Hungria.

Em caso de vitória, será o terceiro mandato de Orbán à frente do executivo húngaro.

João Ferreira