EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Empresas nos EUA cortam relações com Associação que promove uso de armas

Empresas nos EUA cortam relações com Associação que promove uso de armas
Direitos de autor 
De  Ana Serapicos
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A "National Rifle Association of America" já perdeu o apoio de mais de uma dúzia de marcas, incluindo duas das maiores companhias aéreas norte-americanas

PUBLICIDADE

É em pleno debate aceso sobre a politica do uso de armas nos EUA que duas das maiores companhias de aviação norte-americanas (Delta e United Airlines) decidem juntar-se ao movimento contra a NRA, National Rifle Association of America

A Associação Nacional de "Rifle" (tipo de arma nos EUA) foi criada em 1871, em Nova Iorque, visa promover os direitos dos proprietários de armas de fogo, a proteção da caça e da auto-defesa nos Estados Unidos. 

A NRA já viu mais de uma dúzia de empresas cortarem relações, o que incluí qualquer tipo de apoio monetário.

A associação já reagiu à revolta, disse que a atitute destas empresas é de "cobardia".

No Twitter, a NRA tem partilhado vários protestos contra o uso de armas de fogo, assumindo que a "culpa não é das armas".

Na declaração partilhada pela associação pode ler-se: "Culpar as armas não é uma resposta racional.".

A duas semanas do tiroteio de Parkland, o segundo mais mortal de sempre, não só são as empresas que protestam posições, na rua, os cartazes contra o uso de armas continuam a ser levantados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Flórida: Projeto-lei sobre controlo de armas mais perto de ser aprovado

Professores contra ideia das armas de Donald Trump

Trump defende mais rigor na venda de armas