EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Dias siberianos numa Europa congelada

Dias siberianos numa Europa congelada
Direitos de autor 
De  Euronews com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os europeus enfrentam dos Invernos mais rigorosos dos últimos anos.

PUBLICIDADE

A vaga de frio siberiano que atinge o continente europeu deve acentuar-se, depois de ter causado pelo menos dez mortos nos últimos três dias.

As temperaturas glaciais, agravadas por um vento de nordeste, devem alcançar 10 graus negativos.

Terça e quarta-feira devem ser os dias mais frios em França desde 2005.

Em Bruxelas, com temperaturas entre -10ºC e -15ºC, foi ordenada a detenção administrativas de pessoas que não vão voluntariamente para os abrigos, uma medida já aplicada a 10 sem-abrigo.

Na capital italiana, Roma, uma fina camada de neve cobriu as ruas, obrigando ao encerramento de escolas.

Reuters
Houve quem não duvidasse em brincar com a neve em Roma. Ao fundo, a cúpula da Basília de São Pedro.Reuters

Na região de Veneza, registou-se, na noite de domingo, uma temperatura de 40 graus negativos.

Na Alemanha, no topo do Zugspitze, a montanha mais alta do país, os termómetros desceram na noite de domingo até aos -27ºC.

Nas Canárias, na ilha de Tenerife, oito turistas alemãs tiveram de passar a noite de domingo numa gruta devido à chuva e vento fortes, antes de terem sido socorridos por via marítima.

Em Sófia, capital da Bulgária, a temperatura mínima foi de sete graus negativos e os serviços meteorológicos emitiram alerta laranja para duas regiões do sul, próximas da Grécia.

Na Roménia, um homem de 65 anos foi encontrado morto no exterior da sua casa. A circulação de vários comboios foi interrompida por causa da neve e escolas por todo o país devem permanecer fechadas.

Reuters
A vaga de neve atingiu também a Croácia, incluindo a costa do Adriático. Aqui, uma habitante de Delnice, no norte do país.Reuters

Nevou também na costa do Adriático. Na segunda-feira, na capital da Croácia, Zagreb, os termómetros chegaram aos dez graus abaixo de zero.

A vaga de frio, dominada “O Urso da Sibéria”, deve culminar na quinta-feira com uma temperatura sentida de 17 graus negativos, segundo o Instituto Meteorológico.

No Reino Unido, a neve está atinge o leste de Inglaterra e os serviços meteorológicos emitiram alertas até quarta-feira, inclusive. Esta semana deverá ser a mais fria dos últimos anos.

Na Suécia, a neve perturbou na segunda-feira o tráfego no aeroporto de Arlanda, na capital, e os comboios ficaram bloqueados no oeste.

Quatro pessoas morreram desde sexta-feira, elevando a 48 o número de mortos causados pelo frio desde novembro.

Reuters
Londres não escapou às baixas temperaturas e à neve.Reuters

Na Rússia, registaram-se temperaturas “anormalmente frias” no centro do país e em Moscovo, oscilando entre os -14ºC e os -24ºC, esperando-se um “pico de frio”.

Em Portugal, os serviços meteorológicos emitiram avisos laranja para três distritos – Bragança, Vila Real e Guarda – devido à queda de neve acima dos 400/600 metros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Neve regressa em força a Roma seis anos depois

Quatro pessoas morrem na neve nas montanhas francesas

Nevão cria problemas em várias cidades holandesas