Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Rússia impõe trégua diária de cinco horas em Ghouta

Já morreram dezenas de crianças em Ghouta em pouco mais de uma semana
Já morreram dezenas de crianças em Ghouta em pouco mais de uma semana -
Direitos de autor
REUTERS/Bassam Khabieh
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou a instauração a partir desta terça-feira de uma "trégua humanitária" diária de cinco horas em Ghouta, um enclave sob domínio dos rebeldes nos arredores de Damasco, onde já morreram mais de 500 pessoas desde a última semana, em resultado dos ataques das forças sírias.

O governante russo afirmou que serão criados "corredores humanitários" para permitir a retirada de civis, numa zona onde vivem mais de 400 mil pessoas sob bombardeamentos constantes das forças leais ao presidente Bashar Al Assad.

A pausa nos conflitos entre as nove da manhã e as duas da tarde e a criação de um corredor humanitário para retirada dos feridos surgem após uma resolução no passado sábado dos 15 membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas a exigir um cessar-fogo de 30 dias na Síria.

No entanto, a agenda russa não tem qualquer indicação sobre a entrada de mais meios de assistência humanitária a um cenário descrito como um verdadeiro "inferno na terra". A implementação da trégua é bem-vinda pelas organizações internacionais, mas a Cruz Vermelha Internacional já alertou que é preciso fazer muito mais.

Há mais de uma semana que o bastião rebelde de Ghouta, nos arredores de Damasco, vive sob fogo cerrado das autoridades e já morreram mais de 500 pessoas.