Última hora

Última hora

Caso Larry Nassar: Aly Raisman processa Comité Olímpico americano

Em leitura:

Caso Larry Nassar: Aly Raisman processa Comité Olímpico americano

Aly Raisman acusa organismo de conivência e falta de apoio às vítimas
Tamanho do texto Aa Aa

A ginasta norte-americana Aly Raisman apresentou uma queixa em tribunal contra o Comité Olímpico dos Estados Unidos (USOC, na sigla original).

Tricampeã olímpica, Raisman, de 23 anos, acusa os responsáveis pela ginástica americana de passividade perante os abusos sexuais cometidos pelo antigo médico da seleção, Larry Nassar.

Em janeiro, tal como fizeram outras vítimas do agressor, Aly Raisman testemunhou perante as câmaras de televisão denunciado ter sido abusada sexualmente por Nassar e questionou a falta de apoio âs vítimas pelo Comité Olímpico dos Estados Unidos.

Agora, Raisman decidiu avançar mesmo com uma queixa contra o organismo, por negligência. O processo entrou quarta-feira na justiça.

Aly Raisman é uma das mais de 260 mulheres e adolescentes na lista de acusação contra Larry Nassar e as organizações com quem o antigo médico trabalhou.

Afastado dos organismos desportivos desde 2015, Nassar confessou os crimes e foi recentemente condenado a mais de 170 anos de prisão por múltiplos abusos sexuais e outros crimes relacionados com pornografia infantil.