Última hora

Última hora

Haley pede à ONU pressão sobre a Rússia

Em leitura:

Haley pede à ONU pressão sobre a Rússia

Haley pede à ONU pressão sobre a Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

A embaixadora norte-americana nas Nações Unidas, Nikki Haley, acredita que a Rússia está por detrás da tentativa de homicídio do antigo espião Serguei Skripal e pediu ação por parte do Conselho de Segurança da ONU. O antigo espião tornado agente duplo foi encontrado inconsciente juntamente com a filha no sul de Inglaterra, vítima de um agente nervoso.

"Este é um momento crucial. Os membros deste Conselho de Segurança disseram repetidamente que se opõem ao uso de armas químicas em qualquer circunstância. No entanto, agora há um país membro a usar armas químicas no solo soberano de outro membro. A credibilidade deste Conselho não sobrevive se a Rússia não responder pelos atos", disse Nikki Haley.

Perante as acusações de que o governo de Vladimir Putin está por detrás desta tentativa de homicídio e que o Kremlin não quer colaborar com as investigações, a Rússia responde que quem não colabora é o Reino Unido, que se recusa a enviar as amostras do agente nervoso.

Este caso lembra, em tudo, o de outro antigo espião, Alexander Litvinenko, morto há 12 anos em Londres depois de envenenado com polónio, também alegadamente por agentes secretos ao serviço do Kremlin.