EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Detido o provável autor do fogo na embaixada de Portugal na Suécia

Fogo no edifício das embaixadas de Portugal, Tunísia, Argentina e Bélgica
Fogo no edifício das embaixadas de Portugal, Tunísia, Argentina e Bélgica Direitos de autor Fredrik Sandberg /TT News Agency/via REUTERS
Direitos de autor Fredrik Sandberg /TT News Agency/via REUTERS
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Há pelo menos 14 feridos, indica uma fonte dos bombeiros. O prédio inclui também a embaixada da Tunísia

PUBLICIDADE

Foi detido o provável suspeito do incêndio que deflagrou esta quarta-feira no edifício que integra em Estocolmo as embaixadas de Portugal e da Tunísia.

A detenção foi confirmada pela polícia, mas apenas após um primeiro interrogatório as autoridades irão confirmar se esta pessoa, que encaixa na descrição previamente revelada, está ou não relacionada com o incêndio.

O ministro português dos Negócios Estrangeiros jácomentou o sucedido.

"Tudo leva a crer que terá sido um ato isolado. Uma pessoa perturbada, de grande envergadura física, exigiu falar com o responsável da secção consular. Um pedido que foi satisfeito, mas antes mesmo da conversa exigida teve o gesto criminoso de provocar um incêndio e fugir", revelou Augusto Santos Silva, numa conferência de imprensa improvisada, em Lisboa.

De acordo com o jornal local Aftonbladet, citando Roger Steffen, dos bombeiros de Estocolmo, haverá pelo menos 14 feridos e vários danos materiais no edifício. Não há informação de haver portugueses entre as vítimas.

Outras fontes • Aftonbladet

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O futuro da Europa: dos combustíveis fósseis à dependência dos metais?

ABBA World, uma nova exposição em Malmö

Suécia passa a permitir mudança de género a partir dos 16 anos