Última hora
This content is not available in your region

Funcionários da Google irritados com projeto militar da empresa

Funcionários da Google irritados com projeto militar da empresa
Direitos de autor
REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 3000 funcionários da Google insurgiram-se contra o envolvimento da empresa no programa Maven, do Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América.

O projeto, que está sob alçada do Pentágono desde o ano passado, pretende desenvolver um sistema informático de visualização de imagens de drones.

Numa carta dirigida ao presidente, Sundar Pichai, e divulgada pelo jornal The New Tork Times, os empregados mostraram-se incomodados com as possíveis utilizações da tecnologia e lembraram que é um desrespeito para com os valores da companhia.

Contudo, um porta-voz da Google já veio dizer que o tema está a ser discutido no seio da companhia, uma vez que levanta questões sensíveis, mas recordou também que a conceção desta tecnologia tem como missão original salvar vidas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.