Última hora

Última hora

Astronauta alemão pretende ser "bom chefe" no espaço

Em leitura:

Astronauta alemão pretende ser "bom chefe" no espaço

Astronauta alemão pretende ser "bom chefe" no espaço
Tamanho do texto Aa Aa

O astronauta alemão Alexander Gerst pretende ser "um bom chefe", quando assumir os comandos da Estação Espacial Internacional em setembro deste ano.

Esta é a segunda vez que um europeu lidera o laboratório espacial, nos seus 17 anos de existência, após o belga Frank De Winne, em 2009.

O alemão parte para o espaço em junho, integrando a missão "Horizons" juntamente com o russo Sergei Prokopyev e a norte-americana Serena Aunon-Chancellor.

"Na estação espacial, é importante que tenhamos um bom chefe. Acho que isso é bastante compreensível. Quando vamos para o espaço, por seis meses como um grupo de amigos, é importante não ser apenas um bom chefe, mas um bom membro da equipa, para assegurarmos que a equipa está bem", diz.

A missão "Horizons" tem como objetivo realizar mais de 50 experiências científicas.

Na Estação Espacial Internacional, os cosmonautas vão debruçar-se, por exemplo, sobre como reagem as células cancerígenas à falta de gravidade ou investigar outros problemas de saúde como as doenças musculares ou a osteoporose.

A missão conta ainda com a assistência do CIMON, o primeiro robô voador e autónomo do mundo no ciberespaço.