Eutanásia "é uma escolha pessoal"

Eutanásia "é uma escolha pessoal"
Direitos de autor Reuters
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cientista australiano assume a escolha e agradece à Suíça

PUBLICIDADE

O cientista australiano David Goodall deverá morrer esta quinta-feira. Aos 104 anos, decidiu que não queria continuar a viver. Viajou esta semana para a Suíça, um dos países onde a eutanásia é permitida.

Em conferência de imprensa, justificou esta decisão dizendo que "na minha idade, e até com menos anos, uma pessoa quer ser livre para escolher a sua morte. É uma escolha pessoal morrer agora e anseio por esse momento".

A decisão de Goodall foi precipitada depois de ter caído em casa e ter ficado imobilizado, sozinho, dois dias sem ser encontrado.

A eutanásia ou o suicídio assistido é legal na Suíça, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Colômbia, Canadá e em cinco estados norte-americanos.

Portugal discute no final deste mês projetos de lei para liberalizar a prática.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Acabou a disputa nos tribunais: Morreu Vincent Lambert

Eutanásia só regressa ao Parlamento na próxima Legislatura

Eutanásia: "Todas as pessoas devem ter o direito a uma morte digna", Alexandros Velios