Última hora

Última hora

Timorenses vão a votos no sábado entre trocas de acusações

Em leitura:

Timorenses vão a votos no sábado entre trocas de acusações

Timorenses vão a votos no sábado entre trocas de acusações
Tamanho do texto Aa Aa

Em Timor-Leste, o período de reflexão antes das legislativas deste sábado está marcado por trocas de acusações.

Depois dos grandes comícios de encerramento de campanha, em Dili, o presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) acusou a principal coligação da oposição - a Aliança de Mudança para o Progresso (AMP), de Xanana Gusmão - de divulgar "informações falsas" para destabilizar o país.

A AMP publicou, na sua página no Facebook, "alertas" indicando que o primeiro-ministro e líder da Fretilin, Mari Alkatiri, está "a preparar", juntamente com elementos dos orgãos eleitorais, "um mecanismo de manipulação das eleições antecipadas".

A formação de Alkatiri espera manter-se no poder depois de, na sequência do escrutínio de julho de 2017, ter tentado sem sucesso governar em minoria com o apoio do Partido Democrata (PD).

No primeiro dia de reflexão, milhares de timorenses desfilaram na capital e noutros pontos do país para apelar à unidade nacional e à tranquilidade nas eleições de sábado.