Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

A prioridade de Salvini é deportar migrantes

A prioridade de Salvini é deportar migrantes
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Houve manifestações de apoio a migrantes na Sicília por ocasião da visita do recém-empossado ministro do Interior italiano Matteo Salvini a um centro de detenção.

Salvini havia afirmado antes a apoiantes, na Catânia, que a ilha deve deixar de ser "o campo de refugiados da Europa" e que o aumento de deportações e proibição de novas entradas vai salvar vidas.

Anna Dessi, manifestante a favor de uma maior ação humanitária governamental face aos migrantes declarou:

"Os migrantes chegam aqui e têm condições desastrosas; não têm acesso a cuidados de saúde, há uma série de erros no tratamento dado aos migrantes."

A prioridade do líder do partido de extrema-direita Liga, em coligação com o Movimento 5 Estrelas, é deportar meio milhão de migrantes ilegais e negociar a questão da migração com a Uniãso Europeia:

"Enquanto ministro vou trabalhar com os parceiros europeus e países africanos para impedir que milhares de pessoas desesperadas tenham a ilusão de que em Itália há casas e trabalhos para todos. Tenho visto que em Itália o custo de cada pedido de asilo é o mais elevado da Europa, o tempo de processamento do pedido é o mais longo da Europa e é preciso agir."

O plano da coligação governamental do Liga com o Movimento 5 Estrelas pede também a redistribuição de pedintes de asilo dentro da União Europeia, uma proposta já rejeitada por outros Estados-membros.