Última hora

Última hora

Vulcão de Fogo: desespero entre familiares de desaparecidos

Em leitura:

Vulcão de Fogo: desespero entre familiares de desaparecidos

Vulcão de Fogo: desespero entre familiares de desaparecidos
@ Copyright :
REUTERS/Carlos Jasso
Tamanho do texto Aa Aa

O Vulcão de Fogo continua ativo na Guatemala e as autoridades mantêm as recomendações para que as populações circundantes continuem afastadas. Mas, uma semana depois da erupção que fez 109 mortos e 58 feridos - segundo o último balanço oficial - o desespero aumenta entre os familiares das quase 200 pessoas ainda dadas como desaparecidas.

A mais violenta erupção das últimas quatro décadas deixou um vasto panorama de devastação e o vulcão continua hoje a expelir materiais piroclásticos extremamente perigosos, que dificultam os trabalhos de resgate.

Enquanto decorrem funerais e os serviços especializados continua a trabalhar para identificar todos os corpos encontrados nos últimos dias, as autoridades indicaram estar a coordenar as ajudas internacionais e dizem ter destinado o equivalente a 45 milhões de euros para a assistência de emergência.