Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Proibição do véu integral entra em vigor na Dinamarca

Proibição do véu integral entra em vigor na Dinamarca
Tamanho do texto Aa Aa

Usar o véu islâmico integral - a burca, que cobre o corpo todo, ou o niqab, que deixa apenas os olhos a mostra - passa a ser proibido por lei e reprimido com multas a partir desta quarta-feira, na Dinamarca. Apesar disso, há quem esteja disposto a enfrentar essa lei. É o caso do coletivo "mulheres em diálogo", que organizou um protesto. Sarah Lima, membro deste coletivo, falou com a euronews:

_"O governo e a população da Dinamarca dizem acreditar na liberdade de expressão e liberdade religiosa. Foi o que aconteceu em 2006, quando gozaram com o Profeta e fizeram caricaturas. Agora, os mesmos políticos que apoiaram as caricaturas dizem que não me querem ver nas ruas da Dinamarca, porque os estou a provocar. Ora, isso é uma hipocrisia"_, disse.

Vídeo de propaganda do coletivo

Segundo a nova lei, quem andar de cara tapada em público pode ser multado entre mil coroas, o equivalente a 130 euros, e dez vezes esse valor, conforme o grau de reincidência. A população está dividida: "Não acho bem usar este tipo de véu. Estamos na Dinamarca e devemos poder ver a cara das pessoas. Senão, não podemos saber quem essas pessoas são", diz uma mulher, enfermeira, entrevistada por uma TV dinamarquesa num autocarro onde viajava também uma mulher de niqab.

A Dinamarca junta-se à França, Bélgica e Áustria, outros países europeus onde o uso do véu integral em público já é proibido em todo o território. Existem proibições noutros países da União Europeia, mas limitadas a certas cidades ou regiões.