Primo do presidente argentino admite ter subornado kirchnerismo

Primo do presidente argentino admite ter subornado kirchnerismo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O primo do presidente argentino admitiu ter subornado os governos da família Kirchner.

PUBLICIDADE

O primo do presidente argentino admitiu ter subornado os governos da família Kirchner. Ángelo Calcaterra, ex-proprietário da empresa de construção IECSA, disse ao juiz Claudio Bonaldo ter pagado a dois funcionários governamentais, em troca de benefícios para obter concessões de obras públicas. Calcaterra permanece, pelo menos para já, em liberdade.

O primo do presidente Mauricio Macri foi chamado pela Justiça por ter sido mencionado nos chamados "cadernos de corrupção", uma série de anotações feitas por um ex-motorista do kirchnerismo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Antigo primeiro-ministro checo Andrej Babis volta a ser absolvido de fraude

Madeira. Arguidos saem em liberdade com termo de identidade e residência

Ucrânia revela esquema de corrupção no Ministério da Defesa