Última hora

Última hora

Trump prossegue retaliações contra críticos

Em leitura:

Trump prossegue retaliações contra críticos

Trump prossegue retaliações contra críticos
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump retirou o acesso a informação secreta a John Brennan. O ex-diretor dos Serviços Secretos da administração de Barack Obama é um dos maiores críticos de Trump.

Além de John Brennan, outros antigos funcionários podem perder o acesso a informação secreta. A decisão foi anunciada esta quarta-feira pela porta-voz da Casa Banca.

No comunicado lido por Sarah Sanders, Trump acusa Brennan de usar o seu estatuto para lançar acusações "ultrajantes e infundadas", semeando ataques contra a sua administração, na internet e na televisão.

Numa declaração publicada na rede social Twitter, Brennan afirma que a decisão de Trump faz parte de um esforço maior e preocupante para "suprimir a liberdade de expressão e punir os críticos".

Na mira das retaliações do presidente norte-americano estão também várias outras figuras da CIA e do FBI, antigos responsáveis administração de Barack Obama como Susan Rice e ainda personalidades da esfera da justiça como Sally Yates.