A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Trump criticado após cimeira com Putin

Trump criticado após cimeira com Putin
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A receção de boas-vindas não era aquela que Donald Trump mais ansiava. À porta da Casa Branca, o presidente norte-americano foi recebido por manifestantes, à chegada da cimeira com Vladimir Putin, em Helsínquia.

As relações entre os dois líderes estão na mira dos críticos, depois de Trump ter aceitado as declarações de Putin negando a interferência da Rússia nas eleições norte-americanas de 2016.

"Ao longo do último ano realizámos uma investigação à interferência da Rússia nas eleições. Eles interferiram nas nossas eleições . É realmente claro, não devia haver qualquer dúvida sobre o assunto", afirmou Paul Ryan, líder da Câmara dos Representantes.

O comportamento do presidente norte-americano durante a cimeira com Putin também não foi deixado passar em branco pelos democratas. "Em vez de defender a nossa democracia e os princípios democráticos, o presidente Trump teve medo de Putin e o mundo inteiro viu isso. O entusiasmo de Trump em vender a América mostra como os russos devem ter qualquer coisa pessoal, política ou financeira contra o presidente", declarou a líder dos Democratas na Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi

Trump criticou os serviços secretos norte-americanos e acabou por dar o dito por não dito. Várias figuras públicas não gostaram da alegada reverência a Putin e fizeram-se ouvir nas redes sociais.

Apesar de Trump ter voltado atrás e admitido um erro, as críticas continuam presentes, não só na oposição, como também no partido republicano.